top of page

O que o colágeno e a queratina tem a ver com quem tem EB?




Sabe-se que a Epidermólise Bolhosa (EB) é uma doença genética, rara, não contagiosa, sem cura até o momento e caracterizada pela sensibilidade da pele das pessoas que tem a doença. A questão que muitas borboletas devem se perguntar é: “por que a minha pele é tão frágil?”


É aí que proteínas, como o colágeno e a queratina, entram na história!


A fragilidade da pele e mucosas acontece devido a uma alteração na produção de proteínas estruturais, que estão presentes em uma ou mais camadas da pele e mucosas As mais comuns são o colágeno e a queratina, que com certeza vocês já devem ter ouvido falar.


Essas proteínas têm funções protetoras, pois fornecem resistência à pele, como se fossem um "cimento", que une suas camadas. Sem esse "cimento", as camadas da pele perdem a capacidade de ficarem juntas. É por causa dessa instabilidade – ao ocorrer algum atrito – que as bolhas se formam na pele e nas mucosas em geral.


Ou seja: no caso das borboletas, a produção de queratina e o colágeno podem ser insuficiente ou ausentes


No entanto, é muito importante destacar que você não deve suplementar colágeno e queratina por conta própria – pois isso não representa a cura da Epidermólise Bolhosa. O ideal é seguir as orientações da equipe multidisciplinar de saúde sobre o tratamento e a rotina de cuidados com a pele, que garantem qualidade de vida para as borboletas!


Lembre-se que toda suplementação, seja ela proteica e/ou vitamínica, só deve ocorrer caso a equipe de saúde oriente, e isso de acordo com o resultado de exames periódicos, está bem?


Você conhecia essa função do colágeno e da queratina?

13 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

Commentaires


bottom of page