top of page

Diferença entre doença genética e hereditária

Atualizado: 5 de mai. de 2023




Quem convive com a Epidermólise Bolhosa (EB) sabe que se trata de uma doença rara, não contagiosa e genética. Mas você sabe a diferença entre doença genética e hereditária?


É mais simples do que parece: uma doença genética depende de uma mutação, distúrbio, dano ou erro no material genético, no DNA. Isso pode ser causado pelos mais diversos motivos, até mesmo por infecções e radiação, por exemplo. Ou seja: de alguma forma, por alguma razão, uma parte do material genético (DNA) sofreu uma modificação, que desencadeou a doença genética. Essa mutação pode ou não ser passada de pais para filhos, por isso seu surgimento não é necessariamente hereditário.


Já as doenças hereditárias, como o próprio nome já diz, são obrigatoriamente herdadas e passadas de pais para filhos por gerações. É possível que essas modificações genéticas se manifestem em alguns dos descendentes familiares causados por fatores complexos e até desconhecidos. No caso da EB, que é uma doença genética e hereditária, ela pode tanto ser passada de pais para filhos ou pela mutação do DNA. Ambos os casos são válidos.


Essa mutação encontrada em pessoas com Epidermólise Bolhosa, por exemplo, afeta, principalmente, os genes responsáveis pela produção de colágeno e células da pele. Por isso as borboletas têm a pele tão sensível.


Entender essas diferenças é importante para quebrar preconceitos e compreender as peculiaridades da Epidermólise Bolhosa. Esse é um dos principais intuitos do programa #urgocuidandodasborboletas: enriquecer seus conhecimentos sobre EB e transformar de forma positiva a vida das borboletas.

14 visualizações
bottom of page